Serviços de Formação Profissional

Mais do que ser obrigatória por lei, mais do que as 40 horas previstas, a formação é o que determina a eficiência e performance nas organizações.

A formação apresenta uma oportunidade privilegiada para expandir a base de conhecimentos dos colaboradores, mas muitos empregadores no clima actual consideram dispendiosas as oportunidades de desenvolvimento e contam com as capacidades que os seus colaboradores já têm. Mas as capacidades e talentos não são estanques e as pessoas podem tanto mais.

Os empregadores enfrentam a formação como perda de tempo de trabalho por parte dos colaboradores, o que pode atrasar a conclusão dos projectos. Contudo, apesar destes potenciais inconvenientes que são reais, a formação e o desenvolvimento proporcionam tanto à pessoa como às organizações benefícios que tornam o custo e o tempo um investimento que vale a pena.

Benefícios óbvios da formação

Melhor desempenho do colaborador – o trabalhador/colaborador que recebe a formação necessária a evoluir no seu posto de trabalho está mais apto a desempenhar o seu trabalho e poder apoiar a equipa. A formação dará ao colaborador uma maior compreensão das suas responsabilidades dentro do seu papel, e, por sua vez, vai reforçar a sua confiança. Esta confiança irá melhorar o seu desempenho global e a sua performance o que só pode beneficiar a empresa. Trabalhadores competentes e em constante mudança dos padrões da indústria e dos serviços ajudam a empresa a ocupar uma posição de liderança no mercado. E é um excelente employer branding.

Mais satisfação e engagement dos colaboradores – o investimento em formação que uma empresa faz mostra aos colaboradores que eles são valorizados. A formação cria um local de trabalho de apoio. Os colaboradores podem ter acesso a formação de que não teriam conhecimento nem procurado de outra forma. Os trabalhadores que se sentem apreciados e desafiados através de oportunidades de formação podem sentir mais satisfação com os seus empregos e postos de trabalho.

Abordagem dos pontos fracos que se devem melhorar – a maioria dos trabalhadores terá algumas lacunas e inseguranças nas suas competências no local de trabalho. Um programa de formação permite reforçar as competências que cada pessoa precisa de melhorar a sua entrega e performance. Um programa de desenvolvimento leva todos os colaboradores a um nível superior, para que todos possam ter competências e conhecimentos semelhantes. Isto ajuda a reduzir quaisquer elos fracos dentro da empresa que dependem fortemente de outros para completar tarefas de trabalho diárias, simples e básicas. Fornecer a formação necessária cria pessoas que colaboram e trabalhadores com conhecimentos gerais, que podem substituir-se uns aos outros conforme necessário, trabalhar em equipa ou trabalhar independentemente sem ajuda e supervisão constante de outros.

Consistência – um programa bem estruturado de formação e desenvolvimento assegura que os colaboradores tenham uma experiência consistente e conhecimentos de base para dar soluções quando necessárias. A consistência é particularmente relevante para as políticas e procedimentos básicos e regulares da empresa. Todos os colaboradores precisam de estar cientes das expectativas e procedimentos dentro da empresa. Uma maior eficiência nos processos resulta em ganhos financeiros para a empresa.

Aumento da produtividade e adesão a padrões de qualidade – a produtividade aumenta normalmente quando uma empresa implementa cursos de formação adequados e dinâmicos. O aumento da eficiência nos processos vai assegurar o sucesso do projecto que, por sua vez, vai melhorar a rotação da empresa e a sua potencial posição de mercado.

Aumento da inovação em novas estratégias e produtos – a formação contínua e a requalificação das pessoas encorajam a criatividade. Novas ideias surgem como resultado directo da formação e do desenvolvimento pessoal e profissional.

Redução da rotatividade dos colaboradores – é mais provável que as pessoas se sintam valorizadas se houver investimento qualificado nelas e por isso sentem-se valorizadas e querem estar presentes para aquela organização.

Melhora a reputação e o perfil da empresa – ter uma estratégia de formação forte e bem sucedida ajuda a desenvolver a marca do empregador (employer branding) e a fazer da sua empresa uma organização atrativa para os trabalhadores qualificados. A formação pode ser de qualquer tipo relevante para o trabalho ou responsabilidades da pessoa, mas recomendo sempre formação em desenvolvimento pessoal e depois profissional. Recomendo sempre a contratação de bons formadores e facilitadores com métodos ativos para que a aprendizagem e conhecimento seja eficaz.

E a formação online e e-learning?

A aprendizagem online está a tornar-se cada vez mais popular há um aumento significativo deste método de formação ao longo do último ano. Acredito muito na formação online com 2 variáveis necessárias: 1) disciplina, motivação para aprender e rigor por parte do formando e 2) bons conteúdos de e-learning. Não havendo estas 2 variáveis, é um investimento sem retorno e por isso perda de dinheiro.

Contrate boas pessoas para formar os seus colaboradores. Faça um bom plano de formação. O resto já tem: visão, missão, propósito e ambição.

Anabela dos Reis Moreira
About Anabela dos Reis Moreira

Viajou por muitos países, conheceu muitas pessoas e muitos lugares. Aprendeu com todas as pessoas que observou e com quem conversou. Trabalhou em Portugal, na Bélgica, nos EUA e em Angola. Hoje desenvolve o seu trabalho na área da gestão de pessoas (recursos humanos), formação, coaching e mentoring. E escrita, adora escrever. Assumiu diferentes funções e colaborou com empresas em diferentes estados de maturação, quer em ambiente nacional, quer internacional. Desempenhou funções relacionadas com: gestão do talento e tarefas inerentes; gestão de recursos humanos em sentido lato e formação e desenvolvimento. A nível académico, estudou direito na Universidade de Coimbra, mas foi em Psicologia e no Porto que encontrou a sua verdadeira vocação. É certificada em Coaching, PNL e estuda todos os dias mais um pouco, vê mais um pouco, ouve mais um pouco para poder ser mais cultivada. Hoje gere a UpTogether Consulting e trabalha com pessoas, para pessoas. Faz programas de shaping leaders e reshaping leaders e gosta muito do que faz. Costuma dizer às crianças que forma enquanto voluntária em educação para os direitos humanos: “quando mais soubermos, quanto mais conhecemos e sentimos, menos somos enganados”. Enfrenta cada dia com uma enorme alegria que é simples de ver e sentir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *